Sonhar não custa nada. (Eu vou ao Drumeo!)

Eu não sei ao certo quando o bichinho da bateria me picou… acho q foi por volta dos 7 ou 8 anos onde lá no interior do Paraná (em Pato branco) onde eu nasci.
Eu tinha 2 amigos no bairro que tocavam bateria. O Bruno e o Caetano, na minha opinião eles eram os caras mais legais do bairro. Então provavelmente foi em uma dessas tardes entre jogar, bola, andar de bicicleta e descer a ladeira nos carrinhos de rolimã que o bichinho da bateria me picou.Depois nos mudamos pra Brasília e aquela vontade de tocar bateria não saía da minha cabeça. Eu vivia sonhando em tocar bateria. Mas nem baquetas eu tinha.
Comprei as primeiras quando vim morar em Curitiba em 94. Fiz aulas, e meu sonho foi se tornando realidade.

Demorei 2 anos para ter minha primeira bateria. Ganhei de aniversário uma bateria usada. Lembro que a Pearl sempre foi a bateria TOP of mind, e nessa época a EXPORT fazia o maior sucesso. Não foi a primeira que eu tive, mas eu sonhava em ter uma. Me lembro de folhar os catálogos, ficar babando naquelas baterias. E dentro de mim algo me dizia que eu teria uma Pearl um dia. Confesso que o sonho de ser endorsee não passava pela minha cabeça.

Mas no meu sonho, na minha vida perfeita eu seria um baterista profissional. Eu não sabia como eu faria isso, mas eu queria muito viver daquilo, acho que foi por isso que eu me dediquei tanto. Dei um jeito de treinar bateria no apartamento. A bateria ocupava TODO o quartinho. E eu abafei tanto ela que conseguia treinar. Inventei uns Pads, umas capas de prato com toalhas e o vizinho de baixo que já era o falecido Poty Lazarotto  nunca reclamou. Em compensação a dona Lurdes (vizinha de cima) reclamou bastante.

Sobre a vida de músico, eu a acabei perseguindo. Prestei vestibular para música, me formei em produção sonora. E continuei sonhando, batalhando, dando as minhas aulas. Tendo minhas idéias malucas e empreendendo da maneira que eu podia. Fiz diversas bandas, gravei alguns álbuns que me orgulho, (outros nem tanto) mas não parei de sonhar e ralar. Desenvolvi o meu site guimadrum.com.br um portal de aulas online que hoje tem centenas de alunos e em 2010 me tornei endorsee Pearl. Eu consegui adquirir a bateria que eu sonhava (Juro pela minha mãe!) Eu sonhava com uma bateria vermelha brilhante para tocar as músicas do álbum que estava gravando na época, e adivinha o que aconteceu? Sim, isso mesmo. É a masters red glass que eu uso na maioria dos meus vídeos. Depois vieram o endorsee dos pratos Anatolian e das peles Aquarian. Não falo isso para me gabar, mas para te mostrar como sonhar vale a pena!

Agora, um dos sonhos mais recentes está para se realizar. Eu vou visitar o Drumeo no Canadá! Se você é baterista já deve conhecer o Drumeo,
se você não conhece é o maior portal de ensino de bateria do mundo. Eu estou tão feliz com isso que quero dividir com todos os bateristas que possam ter interesse.
Por isso estou convidando você para acompanhar essa aventura, onde vou fazer vídeos transmitindo ao vivo do meu celular para o facebook. Você pode participar dessa experiência. Você pode acompanhar os bastidores do workshop com o Benny Greb e com o Jared Falk onde eu vou participar. Entre para o meu grupo de aulas no facebook e junte-se aos milhares de bateristas para acompanhar toda essa experiência. Farei o máximo pra que você se divirta e aprenda mais desse instrumento que nós tanto amamos.
Entre no meu grupo através desse link: www.guimadrum.com.br/facebook

Para encerrar esse post, quero dizer para você não parar de sonhar, porque se você correr atrás, o seu sonho vai se tornar realidade!

Um abraço,
Guima

deixe seu comentário